CTRL + D para adicionar esse site aos seus favoritos.
Cadastre seu e-mail gratuitamente clicando aqui para se manter informado sobre vagas, concursos, apostilas e todos os demais conteúdos do site. Fique atento ao e-mail de confirmação que será enviado. Verifique também na caixa de spam.
.
Deseja fazer seu curriculo conosco? Divulga-lo em diversas empresas sem sair de casa? Entre em contato, revisamos seu currículo gratuitamente. curriculoideal@yahoo.com.br

Guia de Profissões de D a E


DIREITO

Advogados

A PROFISSÃO

O curso de Direito ensina a ciência das normas que disciplinam as relações entre os indivíduos na sociedade.
O advogado é o único profissional habilitado legalmente para representar e defender em juízo os interesses de seus clientes.
Os advogados estudam, explicam, e aplicam leis a problemas específicos, aconselham os clientes sobre seus direitos legais e sugerem um curso de ação. Eles também representam seus clientes no tribunal.
Geralmente trabalham muitas horas, um advogado trabalha em média 50 horas semanais.
A maioria dos advogados especializa em uma área específica da lei, como imobiliária, criminal, tributário, leis de contrato, entre outros.
Alguns advogados não se especializam. Além de advogado, o profissional de direito pode também se tornar delegado, juiz, desembargador, entre outros.

ATIVIDADES DESENVOLVIDAS

Representam seus clientes no tribunal. Examinam condutas e testemunhas, resumem casos para serem julgados. Aconselham os clientes em relação a transações empresariais, responsabilidade de reivindicação, informam quais procedimentos devem, ser tomados para processar ou defender a lei ou direitos legais e obrigações. Entrevistam os clientes e as testemunhas para averiguar os fatos do caso. Reúnem evidências para formular a defesa ou iniciar ações legais. Examinam dados legais para determinar ações de defesas ou processos dos casos. Avaliam resultados, desenvolvem estratégias e argumentos em preparação para apresentação de caso. Estudam a Constituição, estatutos, decisões, regulamentos, e ordenações de corpos judiciais. Confere assuntos legais estabelece e verifica bases para procedimento legal. Interpreta leis, decisões e regulamentos para os indivíduos e negócios. Prepara e arquiva casos.

CONHECIMENTOS NECESSÁRIOS

Língua portuguesa.
Conhecimento de língua estrangeira (caso opte por direito internacional)
Informática (processamento de textos, planilha de cálculo, e-mail, internet, banco de dados)Conhecimento das leis e da constituição




ECONOMIA

Economistas

A PROFISSÃO

Os economistas estudam o modo como a sociedade utiliza recursos considerados escassos (terra, matérias-primas, força de trabalho, máquinas, etc.) para a produção de bens e serviços.
Neste sentido, analisam os custos e os benefícios associados à distribuição e ao consumo desses bens e serviços.

ATIVIDADES DESENVOLVIDAS

O tipo de funções que executam é bastante diversificado, dependendo da área de atividade que exercem:
Elaboram análises referentes a projetos de investimento, com o objetivo de detectar quais as necessidades de financiamento (por exemplo, em função das regiões ou setores de atividade).
Concebem e implementam modelos matemáticos, tendo em vista simular aspectos da realidade.
Elaboram análises comparadas de evolução econômica nacional e internacional.
Concebem novos produtos financeiros (por exemplo, fundos de pensões)
Definem a planificação estratégica e as políticas gerais de uma dada empresa.
Concebem e implementam sistemas de informação de gestão.
Realizam auditorias de âmbito econômico, financeiro ou de gestão.
Definem políticas comerciais que a empresa deve seguir.
Prestam apoio técnico a entidades como companhias de seguros, bancos, empresas de corretagem, empresas industriais, associações comerciais, sindicatos ou departamentos governamentais.
Elaboram estudos com o intuito de identificar diferentes tipos de tendências da procura e da concorrência do mercado, avaliando as suas potencialidades e receptividade a novos produtos.

CONHECIMENTOS NECESSÁRIOS

Língua portuguesa.
Matemática
Línguas estrangeiras
Informática (Editores de texto, planilhas de cálculo, e outros softwares específicos)




ECONOMIA AGROINDUSTRIAL

Economista agroindustrial

A PROFISSÃO

O curso de Economia Agroindustrial visa à formação de um profissional diferenciado e altamente qualificado, que possa atuar em novos nichos de mercado, que hoje representam cerca de 40% dos negócios brasileiros.
Esse novo mercado de trabalho, em forte expansão, está surgindo no contexto do agrobusiness, da gestão de recursos naturais e do planejamento regional.
O economista agroindustrial é antes de tudo um economista. O que o distingue é a capacidade de aplicar os conhecimentos teóricos da Economia a quatro áreas bem específicas: agropecuária, agroindústria, meio ambiente e desenvolvimento regional.
O curso incorpora uma visão fortemente aplicada da economia e administração de negócios e propicia uma sólida formação do aluno em métodos quantitativos e informática, em princípios de desenvolvimento sustentado e gestão de recursos naturais.
O curso fornece ao estudante uma sólida formação em teoria econômica, métodos quantitativos e computacionais, princípios de desenvolvimento sustentável, planejamento estratégico e gestão de recursos naturais.
Essas características inovadoras possibilitarão ao profissional formado em Economia Agroindustrial adicionar capacidades gerenciais e estratégicas às organizações em que venha trabalhar.

ATIVIDADES DESENVOLVIDAS

O curso de Graduação em Economia Agroindustrial formará um economista que, além de exercer todas as atividades normais deste profissional, poderá atuar no mercado de trabalho como:
Analista de Mercados Agroindustriais;Analista de Estratégia e Política Internacional;Analista de Projetos Agroindustriais;Especialista em Comercialização de Commodities;Especialista em Certificação de Atividades Agroindustriais;Especialista em Avaliação de Recursos Ambientais;Especialista em Avaliação de Recursos Agroindustriais;Especialista em Planejamento Regional;Especialista em Planejamento Ambiental;Diretor ou Gerente de Empresa Agroindustrial.
As oportunidades de emprego para os profissionais formados pelo curso ocorrerão nas empresas do complexo agroindustrial, de comércio e exportação, de logística e transporte, de turismo rural e ecológico, bancos e instituições financeiras, seguradoras e nos vários órgãos das administrações Federal, Estadual e Municipal.
O economista agroindustrial elabora diagnósticos, pareceres e relatórios, analisando e interpretando os impactos das políticas governamentais relativas à agricultura e à agroindústria, nos campos fiscal, monetário, creditício, cambial ou ambiental.
Realiza perícias sobre questões econômicas, dando sugestões para a solução dos problemas encontrados. Elabora planos de desenvolvimento regional e setorial.
Trabalha em projetos de investimento e executa atividades de direção em empresas.
O profissional dessa área encontra colocação em órgãos públicos, grandes empresas da área (nos setores de comércio, exportação, logística e transporte), bancos, organizações financeiras e seguradoras, organizações que desenvolvem o turismo rural e institutos de pesquisa econômica. E pode, além disso, ser um consultor independente.

CONHECIMENTOS NECESSÁRIOS

Língua portuguesa.
Geografia
Informática




EDITORAÇÃO

Editor

A PROFISSÃO

O curso de Editoração visa à formação de profissionais de nível superior para atender à demanda do mercado editorial brasileiro que se torna cada vez mais especializado e exige pessoal com formação específica: edições de livros, revistas especializadas e edições eletrônicas (CD-ROMs e páginas da Internet).
O editor é o profissional responsável pela harmonia do conjunto, daí a necessidade de pessoas com essa especialização, cada vez mais requisitadas por editoras e outras empresas.
Além disso, o editor deve ter amplo conhecimento do mercado em que atua, assim como um perfil cultural que o habilite, inclusive, a avaliar textos - artísticos ou não - para futura publicação.
Enfim, espera-se desse profissional uma formação não apenas técnica, mas humanística - requisitos que o curso de Editoração pretende preencher.

ATIVIDADES DESENVOLVIDAS

Por "edição", entenda-se a concepção visual, a escolha dos elementos gráficos, das letras, ilustrações e o perfeito casamento disso tudo num único produto editorial.O campo de trabalho para Editoração não está limitado apenas a livros ou revistas. Vários tipos de impressos exigem uma elaboração mais profissional. Alguns casos são pouco conhecidos, como relatórios internos de empresas, que se tornam cada vez mais visualmente sofisticados.Na área dos não periódicos, podemos citar encartes de CDs, folders publicitários, manuais de instruções, suplementos especiais de jornais ou revistas e ainda outros.Nada é exclusivo para alguém formado em Editoração (como, aliás, em tudo), mas uma formação aprofundada pode facilitar e destacar o trabalho pessoal.

CONHECIMENTOS NECESSÁRIOS

Língua portuguesa.
Língua Inglesa
Informática (programas específicos)




EDUCAÇÃO FÍSICA

Profissional de educação física

A PROFISSÃO

A Educação Física tem como campo de estudo a cultura corporal de movimento, portadora de sentido e significado, inserida no contexto histórico.
O Curso de Educação Física capacita e instrumentaliza os futuros profissionais para interpretar a realidade da cultura corporal e projetar as práticas de intervenções como manifestações de expressão histórica/social/cultural, e habilita profissionais para trabalharem com educação física tanto no magistério como em academias e orientações individualizadas, conscientes da responsabilidade como agentes de promoção da saúde física e mental.

ATIVIDADES DESENVOLVIDAS

O profissional de educação física pode exercer sua profissão em escolas da educação básica (Educação Infantil, Ensino Fundamental e Ensino Médio) como docentes, na perspectiva da formação física, psíquica e social, para o exercício da cidadania.Em Academias, Clubes Esportivos, Associações de Classe, Condomínios, como "Personal-Trainer", Recreador e Animador de grupos, na perspectiva de preservação/elevação da qualidade de vida.Em equipes de Esportes, como Treinadores e Preparadores Físicos no desenvolvimento do rendimento Técnico, Tático e Físico.Como Pesquisadores no campo da Corporeidade, do rendimento esportivo, da ergonomia, da metodologia do ensino, da preservação da saúde ou de mecanismos de interação social.

CONHECIMENTOS NECESSÁRIOS

Língua portuguesa.
Biologia
Condicionamento Físico





ENFERMAGEM

Enfermeiros

A PROFISSÃO

A carreira de enfermagem muito exige de seus profissionais, física e emocionalmente, implica uma dedicação em tempo integral e enormes responsabilidades.
Trabalho não falta para quem escolher esta profissão. Mas é bom que se tenha consciência que é maior a carência por profissionais de enfermagem fora dos centros urbanos, no interior e nos centros de saúde, uma vez que a maioria dos enfermeiros prefere trabalhar nos hospitais.
Além disso, não é um trabalho fácil. Noites, fins de semana e feriados passam a ser um privilégio ocasional.
O trabalho é dividido por turnos e muito desgastante. É preciso dedicação e amor à profissão. E para se atingir bons resultados na profissão é necessário o desenvolvimento de uma série de características e competências específicas.
Além dos conhecimentos técnicos e científicos - que se aprendem na faculdade e ao longo da carreira porque a formação contínua é quase uma obrigatoriedade - é essencial desenvolver capacidades de comunicação e de relacionamento, porque o sucesso das intervenções de um enfermeiro depende muito da empatia que consegue criar com os doentes.
Já no exercício da profissão, os enfermeiros podem optar por uma especialização: Na área médico-cirúrgica, em reabilitação, em saúde comunitária, em saúde materna e obstetrícia, em saúde infantil e pediátrica ou em saúde mental e psiquiátrica, enfermagem do trabalho e de emergência. Podem ainda seguir a via da docência.

ATIVIDADES DESENVOLVIDAS

Cuida dos pacientes no hospital ou na comunidadeAvalia pacientes que precisam de ajuda física e emocional, e provê cuidados apropriados e apoio.Mede temperatura, pressão sanguínea, taxa de glicose e respiração dos pacientes.Aplica injeções e medicamentos.Provê à limpeza, e o tratamento de feridas.Administra soro e transfusões de sangue.Ajuda em operações e remoção de pontos.Administra e participa da rotina do paciente como, fazer cama ,alimentar os pacientes, e ajudá-los com a higiene pessoal.Acompanha os médico durante o procedimento e discute casos com eles.Mantém registros de tratamento e progresso do paciente.

CONHECIMENTOS NECESSÁRIOS

Língua portuguesa
Biologia
Química
Boa capacidade de interação com o ser humano





ENGENHARIA AERONÁUTICA

Engenheiros

A PROFISSÃO

Os engenheiros mecânicos concebem e projetam máquinas, equipamentos, instalações e sistemas mecânicos e superintendem a sua fabricação, montagem, reparação e manutenção.
O seu trabalho está presente nas mais diversas atividades do ser humano: quando este utiliza um automóvel, um avião ou uma simples bicicleta para se deslocar, quando usa uma varinha mágica para cozinhar os alimentos ou um frigorífico para os preservar, quando consulta um relógio mecânico e, até, quando se diverte na montanha russa.
Esta diversidade tem como conseqüência a possibilidade destes profissionais exercerem funções bastante distintas.
Esta é uma profissão cujo contacto com novas tecnologias é freqüente e imprescindível. De entre estas, destacam-se as tecnologias informáticas utilizadas nas diferentes fases do desenvolvimento dos produtos, como, por exemplo, as técnicas de modelação numérica a que se recorre na concepção, as simulações de fabrico ou as técnicas de gestão da produção.
Ferramentas computacionais cada vez mais empregam são, também, o CAD (computer aided design) o CAM (computer aided manufacturing), o CNC (comando numérico por computador) e o CIM (computer integrated manufacturing).
Grande parte do trabalho dos engenheiros mecânicos é executado em equipas compostas, regra geral, por engenheiros das mais variadas especialidades (de acordo com os produtos que se pretende desenvolver), gestores, economistas e operacionais que trabalhem no fabrico dos equipamentos.
É, pois, uma profissão que exige bastante trabalho de equipa, não sendo aconselhável para quem deseje uma atividade essencialmente individual.
Tendo em conta o tipo de funções desempenhadas, estes profissionais deverão possuir um raciocínio lógico-dedutivo muito desenvolvido, facilidade em realizar operações matemáticas, capacidade de analisar problemas e de idealizar e apresentar soluções práticas. Muito importante é ser organizado, metódico e, cada vez mais, ter apetência para a gestão.
Pode, também, ser importante ter alguma habilidade para desenhar. Dada a variedade de produtos com os quais é possível trabalharem, torna-se, ainda, útil alguma flexibilidade funcional.

ATIVIDADES DESENVOLVIDAS

Concepção e projeto de estruturas e equipamentos mecânicos, tais como veículos (automóveis, comboios ou aviões), bens de equipamento (guindastes, elevadores ou pontes rolantes), máquinas de vários tipos (máquinas- ferramenta, máquinas a vapor ou máquinas de acionamento mecânico e/ou elétrico), motores (motores de explosão a gasolina e diesel, turbinas a vapor e a gás e motores de foguetões), equipamento aeroespacial e uma grande variedade de mecanismos e acionamentos (atuadores hidráulicos e pneumáticos).Energia e ambiente, ramo que tem por base a termodinâmica e a mecânica de fluidos. Aqui, projetam e exploram sistemas de produção de energia: turbinas e fornos, motores térmicos, centrais térmicas, hidroelétricas e de co- geração.Desenvolvem, também, trabalhos no âmbito da climatização, frio industrial, energias alternativas e preservação do ambiente;Sistemas e processos automáticos, área associada à produção integrada, à automação e à robótica. Nela, os engenheiros desenvolvem máquinas e processos de fabrico automáticos que incluem componentes de natureza mecânica e eletrônica (mecatrônica).Qualquer que seja a área a que se dediquem, a sua atividade desenvolve-se, normalmente, numa ou mais das seguintes fases do processamento de um produto.Pesquisa - tratam de realizar as primeiras tentativas para solucionar novos problemas, obter novos dados, descobrir novos métodos de cálculo e adquirir novos conhecimentos.Desenvolvimento - fase em que, com os resultados da pesquisa, constroem o projeto ou a possível solução no seu estado primitivo e procedem a experiências com vista à aproximação do objeto final;Design/concepção - aqui concebem a máquina ou sistema que solucionará o problema e elaboram a listagem de todos os detalhes necessários para que a solução se torne realidade. A solução é, então, passada para desenho ou equação.Ensaio - momento em que experimentam os protótipos das máquinas, sistemas ou outros equipamentos, para determinarem o respectivo desempenho. Testam, por exemplo, a carga que pode ser suportada, a resistência à corrosão, os níveis de decibéis e poluição, a durabilidade e a segurança.Fabricam - organizam, coordenam e supervisionam a produção, por forma a torná-la eficaz (obter os resultados pretendidos) e eficiente (produzir a baixos custos). Neste sentido, estabelecem, por exemplo, os processos a utilizar, os instrumentos que são necessários, a quantidade de pessoas a envolver no trabalho e os conhecimentos que lhes são exigidos e as normas de segurança a respeitar nas operações de fabrico.Manutenção - em regra, os produtos, após serem colocados ao serviço, requerem uma revisão periódica, de modo a que se mantenham operacionais, trabalho este desempenhado muitas vezes pelos engenheiros mecânicos.Marketing e vendas - quando o produto ou sistema é complexo e requer conhecimentos técnicos para o respectivo uso, os engenheiros mecânicos demonstram aos potenciais clientes como é que este opera e quais as vantagens da sua utilização. Encarregam-se, também, da sua instalação e, por vezes, de proceder às modificações necessárias para satisfazer as necessidades de um cliente em particular.

CONHECIMENTOS NECESSÁRIOS

Língua portuguesa.
Bons conhecimentos em língua inglesa
Alto conhecimento em informática (Softwares Específicos)





ENGENHARIA AGRONÔMICA

Engenheiros agrônomos

A PROFISSÃO

Os engenheiros agrônomos estudam, concebem e orientam a execução de trabalhos relacionados com a produção agrícola e animal e realizam pesquisas e ensaios de modo a que os produtos sejam produzidos de forma rentável e com qualidade.
O seu trabalho pode englobar um vasto conjunto de atividades relacionadas com a vida vegetal e animal. No âmbito da vida vegetal, inclui-se a análise da composição dos solos e das condições climáticas a que estes estão sujeitos.
Este é um trabalho que serve de base para planear a utilização da terra, escolher as culturas mais adequadas e organizar todas as atividades relacionadas com o cultivo e a colheita.
Neste sentido, estes profissionais definem a área de terreno a explorar, coordenam os trabalhos de correção dos solos de modo a facilitar as atividades de plantação, tratamento e colheita e fazem o ordenamento das culturas de acordo com as melhores rotações.
Determinam, ainda, quando (época do ano) e como (tecnologias e métodos a utilizar) se procede à drenagem, sementeira, fertilização, rega, colheita e tratamento contra pragas e doenças.

ATIVIDADES DESENVOLVIDAS

Realizam, também, estudos e experiências procurando aumentar e melhorar a produção agrícola.Esta é uma atividade de investigação, na qual se inclui o aperfeiçoamento genético das plantas, com vista a aumentar a sua resistência aos fatores desfavoráveis do meio, sejam eles climáticos ou referentes ao solo.Desenvolvem métodos de combate a ervas daninhas, pragas, doenças das plantas e animais prejudiciais às culturas.Promovem ainda estudos e experiências para aperfeiçoar as técnicas de cultura em estufa, destinadas à obtenção de colheitas em qualquer época do ano e independentemente dos fatores meteorológicos serem favoráveis ou não.No âmbito da vida animal, são responsáveis pela criação dos animais e pelo aperfeiçoamento das respectivas raças. Assim, organizam a utilização dos pastos e elaboram planos para fornecer aos animais uma alimentação adequada e equilibrada, controlam a reprodução, selecionando os animais e indicando cruzamentos e inseminação artificial e promovem a preservação de espécies autóctones (espécies próprias de determinada região). São também responsáveis pelo abate dos animais e pela produção dos seus derivados (por exemplo, leite e peles).

CONHECIMENTOS NECESSÁRIOS

Língua portuguesa.
Geografia
Biologia
Química





ENGENHARIA CIVIL

Engenheiros civis

A PROFISSÃO

Engenheiros civis planejam e estradas, edifícios, aeroportos, túneis, represas, pontes, e outros sistemas específicos.
Eles também podem supervisionar, planejar, projetar, executar e acompanhar todo o processo de construção e manutenção de estruturas e instalações como estradas, vias férreas, aeroportos, casas, portos, canais, represas, que irrigação projeta, oleodutos, plantas e sistemas de água e esgoto.
Incluem-se entre os engenheiros civis os engenheiros de tráfico que se especializam estudando condições de tráfico de veículos e pedestres.

ATIVIDADES DESENVOLVIDAS

Analisam relatórios de pesquisa, mapas, desenhos, fotocópia azul, fotografia aérea, e outros dados topográficos ou geológicos para planejar projetos.Planeja e transporta os projetos ou sistemas hidráulicos e estruturas, construções e padrões de governo, usando software de projetos e ferramentas.Calcula quantidades e custo de materiais, equipamento, ou trabalho para determinar viabilidade de projeto. Dirige a construção, operações, e atividades de manutenção em local de projeto.Calculam a carga e exigências de grau, taxas de fluxo de água, e fatores de tensão materiais para determinar especificações do projeto.Dirige ou participa inspecionando a disposição de instalações e estabelecendo pontos de referência, graus, e elevações para guiar construção.Inspeciona o local do projeto para monitorar o progresso e assegurar conformidade para projetar especificações e segurança ou padrões de serviço de saúde pública.Administra estudos de padrões de tráfico ou condições ambientais para identificar problemas de engenharia e avaliar o impacto potencial de projetos.Faz testes de solos e materiais para determinar a suficiência e força de fundações, concreto, asfalto, ou aço.

CONHECIMENTOS NECESSÁRIOS

Língua portuguesa.
Física.
Matemática (geometria, cálculo, aritmética, álgebra, estatística)
Informática (Cad, editores de texto, planilhas de cálculo e demais softwares específicos para a área)





ENGENHARIA DA COMPUTAÇÃO

Engenheiro da computação

A PROFISSÃO

O engenheiro da computação está mais ligado à área de desenvolvimento de sistemas físicos. É ele quem checa as necessidades de uma determinada comunidade e projeta um sistema que atenda a essas necessidades. Ele se especializa na elaboração e manutenção de equipamentos.
Engenheiros de Computação desenvolvem e testam hardwares softwares.Fazem parte de um time de trabalhadores que desenvolvem equipamento de computador (hardware) e programas (software).
Muitas vezes os profissionais dessa área fazem parte de uma equipe que resolve problemas teóricos.
Eles aplicam seu conhecimento de matemática e ciência em seu trabalho. Ajudam a resolver problemas técnicos e trabalham em conjunto com a equipe de programação ou criam o equipamento.

ATIVIDADES DESENVOLVIDAS

Embora desenvolvam software ou hardware, os engenheiros têm algumas tarefas em comum.Antes de começar um projeto, eles falam com clientes descobrir mais sobre suas necessidades.Eles trabalham com a segurança dos sistemas e previsões de custo.Durante projetos, os engenheiros testam ou supervisionam os que testam seu trabalho.Uma vez eles que os projetos estejam concluídos, os engenheiros podem treinar os clientes como usar software ou fazer a manutenção do hardware.Eles também monitoram sistemas e consertam esses que não estão funcionando corretamente.Engenheiros de hardware e software trabalham juntos em algumas tarefas. Por exemplo, eles se certificam que o hardware pode controlar as demandas do software.Engenheiros de software desenvolvem sistemas de software para computador.Eles pesquisam, desenvolvem, e testam todas as partes do software. Por exemplo, eles olham para o sistema operacional atual e determinam como o software novo trabalhará com isto.Estes engenheiros possuem fortes habilidades de programação . Porém, eles gastam mais tempo analisando e resolvendo problemas de programação que fazendo programação.Eles supervisionam trabalhadores fazem a programação e documentam todo processo.Quando concluído o trabalho os engenheiros o examinam, sugerem modificações e coordenam sua instalação no sistema do cliente.

CONHECIMENTOS NECESSÁRIOS

Língua portuguesa.
Bons conhecimentos em língua inglesa
Alto conhecimento em informática (Hardware e Software)




ENGENHARIA DE ALIMENTOS

Engenheiro de Alimentos

A PROFISSÃO

A Engenharia de Alimentos pode ser considerada como sendo a parte da Engenharia Química que envolve conhecimentos específicos na área de ciência e Tecnologia de Alimentos, capaz de englobar todos os elementos relacionados com a fabricação, preservação, armazenamento, transporte, e consumo dos produtos alimentícios.
O objetivo geral do Curso de Engenharia de Alimentos é formar profissionais, Engenheiros de Alimentos, altamente capacitados para atuar nos processos de transformação industrial dos alimentos, desde a seleção da matéria-prima adequada à industrialização, passando por todas as etapas do processo e pela definição das melhores condições de distribuição e de armazenamento do produto acabado.
Mais especificamente, o Curso de Engenharia de Alimentos procura formar engenheiros capazes de contribuir decisivamente para a melhoria e o desenvolvimento de novos processos de transformação de alimentos nos diferentes ramos da indústria de alimentos.

ATIVIDADES DESENVOLVIDAS

O Engenheiro de Alimentos pode exercer suas atividades na indústria de alimentos, nas empresas de consultoria e projetos agro-industriais, nas instituições de pesquisa e ensino ou também em órgãos de fiscalização de alimentos.É preparado para atuar nas áreas de obtenção da matéria - prima, fabricação, armazenamento, transporte e comercialização dos produtos alimentícios, controlando o processamento que os envolvem. O profissional dessa área pode trabalhar ainda nos seguintes setores:Produção industrial de alimentosProjetos de equipamentos e de processosPesquisa e desenvolvimento de novos produtosPlanejamento e projeto industrialArmazenagem de produtos alimentíciosControle de qualidadeConsultoria técnicaGerenciamento e administração na indústria de alimentosSetor de marketing e vendas técnicasPesquisa e desenvolvimentoDocência (universidades, escolas técnicas)

CONHECIMENTOS NECESSÁRIOS

Língua portuguesa.
Química
Biologia




ENGENHARIA FLORESTAL

Engenheiros florestais

A PROFISSÃO

Os engenheiros florestais (também designados por engenheiros silvicultores) estudam, concebem, preparam e orientam a execução de trabalhos que visam a utilização múltipla e sustentada dos recursos florestais e a proteção das florestas, contribuindo para o desenvolvimento econômico do mundo rural.
Nestas atividades têm em conta as potencialidades produtivas da floresta, a especificidade da sua indústria, bem como a gestão dos recursos faunísticos, as influências da floresta no ambiente, o desenvolvimento rural e o ordenamento e planejamento do território.

ATIVIDADES DESENVOLVIDAS

Estes profissionais integram, com regularidade, equipes de trabalho multidisciplinares que podem englobar engenheiros ambientais, engenheiros civis, engenheiros agrônomos, biólogos, arquitetos paisagistas e, por vezes, sociólogos, historiadores e economistas.Os que optarem por esta profissão devem considerar o gosto pela natureza como um fator muito importante na sua escolha, pois estão obrigados a respeitar as leis de defesa do ambiente e a manter o equilíbrio entre os ecossistemas florestais e a necessidade de aproveitar os recursos da floresta para fins econômicos ou recreativos. É igualmente importante o gosto pelas ciências físico-químicas e pela fisiologia (estudo dos órgãos dos seres vivos).As principais entidades empregadoras, na administração pública, são o Ministério da Agricultura, e órgãos ligados ao Meio Ambiente. Ensino e investigação constituem áreas alternativas, existindo também possibilidades de emprego nas câmaras municipais, principalmente onde existe patrimônio florestal, arvoredo urbano ou viveiros.No setor privado, as principais entidades empregadoras são as empresas de celulose e pasta de papel, as empresas e cooperativas de arborização, de produção de madeira e cortiça, as empresas proprietárias de zonas de caça turística e associativa e, em menor número, empresas de estudos e projetos relacionados com a floresta e associações ecologistas.

CONHECIMENTOS NECESSÁRIOS

Língua portuguesa.
Biologia





ENGENHARIA MECÂNICA

Engenheiros mecânicos

A PROFISSÃO

Os engenheiros mecânicos concebem e projetam máquinas, equipamentos, instalações e sistemas mecânicos e superintendem a sua fabricação, montagem, reparação e manutenção.
O seu trabalho está presente nas mais diversas atividades do dia a dia do ser humano: quando este utiliza um automóvel, um avião ou uma simples bicicleta para se deslocar, quando usa um microondas para cozinhar os alimentos ou um frigorífico para os preservar, quando consulta um relógio mecânico e, até, quando se diverte na montanha russa.
Esta diversidade tem como conseqüência a possibilidade destes profissionais exercerem funções bastante distintas.

ATIVIDADES DESENVOLVIDAS

Sendo a engenharia mecânica uma especialidade muito abrangente, é comum os engenheiros mecânicos trabalharem nos mais diversos setores da atividade econômica.Você poderá acompanhar as 27 aulas semanais de redação, bem como usar todas as ferramentas do laboratório de redação.Assim, além dos tradicionais setores metalúrgico e mecânico, cuja relevância no emprego destes profissionais tem vindo a diminuir, surge um mercado de trabalho que compreende setores tão diversos como, por exemplo, empresas de seguros, consultoria, transportes, indústria automobilística, equipamentos agrícola, eletrônica, computadores, petroquímica, minas, têxtil, cosmética, indústria do vidro, entre outras.

CONHECIMENTOS NECESSÁRIOS

Língua portuguesa.





ESPORTE

Bacharelado em Esporte

A PROFISSÃO

O Curso de Bacharelado em Esporte tem por objetivo a preparação e capacitação de profissionais aptos para o exercício de atividades inerentes ao desenvolvimento de competições esportivas, nas seguintes atuações e funções principais:
1.Orientação técnica e tática de atletas e/ou equipes nas diversas modalidades esportivas;
2.Preparação orgânica e funcional de atletas nas diversas modalidades esportivas;
3.Organização e promoção do Esporte junto a diretorias de clubes, ligas, federações, confederações, comitê olímpico nacional e internacional, órgãos municipais, regionais, estaduais, federais (departamentos, secretarias, ministérios) e empreendimentos particulares.

ATIVIDADES DESENVOLVIDAS

O envolvimento direto ou indireto de milhares de pessoas, a considerável mobilização de recursos financeiros, o espaço significativo reservado na mídia, especialmente em jornais e emissoras de rádio e de televisão, além de suas evidentes relações com vários setores da organização social (indústria, comércio, turismo, etc.), fazem do Esporte uma área temática de estudo, de interesse acadêmico envolvente.Atualmente a maior oferta de empregos para o bacharel em esportes está na área de marketing esportivo, em que o profissional busca patrocinadores, organiza e divulga eventos, além de desenvolver atividades visando a reforçar a imagem do clube perante seu público alvo. Já na área de condicionamento físico, o profissional encontra a concorrência dos graduados em educação física.O mercado concentra-se em clubes, escolas de esporte, academias, faculdades, escolas e colégios.

CONHECIMENTOS NECESSÁRIOS

Língua portuguesa
Biologia
D - E

Postagens populares

 
TOPO
©2008 Curriculo Ideal Por curriculoideal.blogspot.com