CTRL + D para adicionar esse site aos seus favoritos.
Cadastre seu e-mail gratuitamente clicando aqui para se manter informado sobre vagas, concursos, apostilas e todos os demais conteúdos do site. Fique atento ao e-mail de confirmação que será enviado. Verifique também na caixa de spam.
.
Deseja fazer seu curriculo conosco? Divulga-lo em diversas empresas sem sair de casa? Entre em contato, revisamos seu currículo gratuitamente. curriculoideal@yahoo.com.br

Oito dicas para pedir um aumento salarial

Postado em: 16/06/2009

Por que hesitar?: É hora de negociar. Se você fez uma boa pesquisa, deve saber a expectativa média para a vaga e pode se posicionar favoravelmente num patamar.

A importância de pesquisar o mercado: Mostre ao entrevistador que sua pesquisa de mercado apresenta, por exemplo, um salário de R$ 6 mil mensais para a ocupação referida e que você acredita que sua experiência o qualifica para esta cifra. Provavelmente, você receberá uma contraproposta com um valor intermediário.

Reflita: Mesmo que o salário inicial seja exatamente o que você esperava, não é nenhum pecado parar e refletir um pouco. Isso mostra que você tem cérebro e a maioria dos empregadores respeita isso. Demonstra também que tipo de funcionário você será, ou seja, aquele que irá brigar pelas coisas que acredita e que está apto para defender o trabalho e a companhia no mercado.

Respostas apropriadas: Caso não queira dizer não nem sim à oferta de salário oferecida, você pode usar alguns subterfúgios. Uma resposta apropriada pode ser: "bem, é uma oferta generosa e acho que estou inclinado a aceitar, mas antes de tomar uma decisão, eu gostaria de saber..." Então você questiona sobre revisões salariais e o que está contido no pacote de benefícios. Se a conta compensa suas expectativas, diga que, baseado em suas pesquisas, você irá aceitar. Se você está incerto, pergunte se pode pensar na proposta por um dia e ligar para dar a resposta na primeira hora, pela manhã. Você demonstrou para o entrevistador que é maleável, instruído e ponderado. Isso é muito mais indicado do que ser impulsivo, dizer "OK" e se arrepender depois, achando que não ganha o que merece.

Aprenda com os vendedores: "Você já vendeu um carro?", pergunta Chapman. "Digamos que você quer R$ 18 mil por ele. O comprador aceita o preço e você acha que poderia ter falado um valor mais alto". Mas e se ele vem com uma contraproposta de R$ 17 mil? Você diz não: R$ 18 mil é seu valor final. Então, ele o compra por R$ 18 mil mesmo. "Em ambos os casos, você recebe os R$ 18 mil, mas em um você fica feliz e em outro, triste". Mesmo que sua negociação salarial no momento não lhe traga um incremento no valor que irá receber, você saberá que tentou.

Negocie o salário por último: Adie a conversa sobre valores até que o entrevistador tenha tido tempo de conhecê-lo melhor. Pessoas sempre supervalorizam coisas que querem muito e a companhia estourará o orçamento, seguramente, se quiser você.

Contorne o assunto: Quando um entrevistador iniciar o processo perguntando qual o salário que você quer. Você pode responder: "Podemos conversar sobre isso um pouco mais tarde ou quando eu souber um pouco mais sobre a vaga?". Ou então, o entrevistador pode dizer logo de cara o quanto pagará e perguntar o que você acha. Novamente, adie. Diga algo como: "Eu gostaria de saber mais sobre o trabalho antes de responder. Podemos continuar com a entrevista para eu ver onde me enquadro na média salarial para a posição?".

Encante o entrevistador: Usando a metáfora do carro novamente, pense que você está num test-drive de um modelo bem incrementado. Você não tinha planejado gastar muito, mas agora percebe que simplesmente não pode viver sem aqueles opcionais. Você aceita pagar mais pelo carro só para tê-los. Seu entrevistador pensa da mesma forma. Se você o impressiona durante a entrevista, ele provavelmente aceitará negociar um pouco mais para tê-lo na equipe.

Texto: AOL e Redação

Postagens populares

 
TOPO
©2008 Curriculo Ideal Por curriculoideal.blogspot.com